top of page
Buscar

Código Limpo - Parte 3



Como vimos nos artigos anteriores, manter um código limpo e legível é essencial para a produtividade e colaboração em projetos de desenvolvimento de software. Além de facilitar a compreensão do próprio código ao longo do tempo, também torna mais fácil para outros desenvolvedores entenderem e contribuírem para o projeto.

 

A seguir, neste novo artigo exploraremos mais algumas boas práticas para manter o código limpo e organizado, visando melhorar a qualidade e a eficiência do desenvolvimento de software. 

   

1) Comentários claros e concisos

  

Comentários são ferramentas importantes para explicar partes do código que podem não ser imediatamente óbvias. No entanto, comentários mal escritos podem ser mais prejudiciais do que úteis. Certifique-se de que seus comentários sejam claros, concisos e adicionem valor ao entendimento do código. Evite comentários que precisam ser explicados, pois isso pode indicar um código mal estruturado. 

  

2) Nomes de variáveis informativos

  

Escolha nomes de variáveis que descrevam claramente sua finalidade e significado dentro do contexto do código. Evite usar nomes genéricos ou abreviações que não adicionem informações úteis. Nomes de variáveis informativos tornam o código mais legível e compreensível para outros desenvolvedores, facilitando a manutenção e o entendimento do código no futuro. 

  

3) Eliminação de código comentado

  

Trechos de código comentados podem causar confusão e poluição visual no código. Com o uso de sistemas de controle de versão como o Git, não há necessidade de manter código comentado para referência futura. Remova trechos de código comentado e confie no controle de versão para recuperar versões anteriores, se necessário. Isso mantém o código limpo, organizado e mais fácil de entender. 

 

 4) Limitação da indentação

 

Evite aninhar excessivamente blocos de código, mantendo o nível de indentação máximo em dois níveis. O código excessivamente indentado, também conhecido como código "Hadouken", pode tornar-se difícil de entender e debugar. Limitar a indentação ajuda a manter o código mais claro, conciso e alinhado com os princípios de encapsulamento e modularidade. 

  

Conclusão

  

Manter o código limpo e organizado não é apenas uma questão de preferência pessoal, mas sim uma prática fundamental para a eficiência e a qualidade do desenvolvimento de software. Ao seguir as boas práticas apresentadas até aqui, você contribuirá para a criação de um código mais legível, compreensível e fácil de manter ao longo do tempo. Investir tempo e esforço na escrita de código limpo é essencial para garantir a escalabilidade e a robustez de seus projetos de software. 



Autor - Daniel Pardinho - Desenvolvedor de Software

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page